"Só uso a palavra para compor meus silêncios"

Manoel de Barros


Eu só tenho usado o silêncio para compor os meus gritos...

Este é pura e simplesmente um espaço na mídia para divulgar meus poemas, contos, crônicas e artigos de opinião, bem como dos meus mestres e mestras da Filosofia e ARTES de um modo geral. Amo ESCREVER, acima de todas as coisas, então faço desse espaço o meu "grito de alerta", sem maiores pretensões...mas sempre com muitas provocações, pois fazem-se necessárias para que não sigamos mansos a trilha da manada direto para o matadouro... Apesar de todas as decepções, eu AINDA creio e amo o ser humano, então vamos lutar todos juntos em UNICIDADE, AMOR E FRATERNIDADE.

quinta-feira, 15 de abril de 2010

O RISCO QUE PODE(RIA) VIR A SER


EU SOU O RISCO
QUE NÃO ARRISCA
PRESO ESTÁ À LINHA
RETA DA PEDRA LISA
A PONTA FERE
O CORAÇÃO GELADO
SEU QUE SALTA EM MINHA GARGANTA
OFEREÇO-LHE A BOCA QUE PEDE
O QUE NUNCA ACONTECEU.
TALVEZ TENHA AMADO APENAS UMA FOTOGRAFIA
E AQUELES CABELOS COBRINDO-LHE O ROSTO
QUE EU BEIJEI DE VERDADE
MESMO QUE PRA VOCÊ NUNCA TENHA SIDO.

MAS SAIBA, EU TE AMEI COM TODA VERACIDADE
AINDA QUE DENTRO DE MINHAS CERCANIAS.

SE NÃO COMPREENDEU O MEU AMOR
PACIÊNCIA...

PARA MIM SEMPRE FOI VERDADE
MESMO QUE DENTRO DE UM SONHO
DE ALGUM FILME ANTIGO
QUE NUNCA CHEGOU A SER FILMADO...

...AINDA.

Lou