"Só uso a palavra para compor meus silêncios"

Manoel de Barros


Eu só tenho usado o silêncio para compor os meus gritos...

Este é pura e simplesmente um espaço na mídia para divulgar meus poemas, contos, crônicas e artigos de opinião, bem como dos meus mestres e mestras da Filosofia e ARTES de um modo geral. Amo ESCREVER, acima de todas as coisas, então faço desse espaço o meu "grito de alerta", sem maiores pretensões...mas sempre com muitas provocações, pois fazem-se necessárias para que não sigamos mansos a trilha da manada direto para o matadouro... Apesar de todas as decepções, eu AINDA creio e amo o ser humano, então vamos lutar todos juntos em UNICIDADE, AMOR E FRATERNIDADE.

sábado, 21 de agosto de 2010

SEMPRE MEU MENINO...


Sim, quis ver você partir

se quebrar em mil pedaços

mil faces

para que eu pudesse recolher

uma a uma

acariciar junto ao meu colo

amalgamar com minha saliva

meu pouco pudor

nenhum pudor

mas não foi possível te ver partir

Não sem dor...

Então volta, Meu Menino

Te quero ainda mais

também agora por saber

a falta que você me faz.



Lou Albergaria querendo reabrir o ciclo