"Só uso a palavra para compor meus silêncios"

Manoel de Barros


Eu só tenho usado o silêncio para compor os meus gritos...

Este é pura e simplesmente um espaço na mídia para divulgar meus poemas, contos, crônicas e artigos de opinião, bem como dos meus mestres e mestras da Filosofia e ARTES de um modo geral. Amo ESCREVER, acima de todas as coisas, então faço desse espaço o meu "grito de alerta", sem maiores pretensões...mas sempre com muitas provocações, pois fazem-se necessárias para que não sigamos mansos a trilha da manada direto para o matadouro... Apesar de todas as decepções, eu AINDA creio e amo o ser humano, então vamos lutar todos juntos em UNICIDADE, AMOR E FRATERNIDADE.

domingo, 9 de maio de 2010

A ANGÚSTIA DO POETA: EU SOU POETA?


Como se qualifica a grandeza de um poeta?

São pelos ermos que o somam
ou pelas ausências que o contém?

Se for assim, então,
sou poeta com excesso de qualificação.

Uma vez não fui aceita para um emprego
por excesso de qualificação.

Será que também não poderei ser poeta
por excesso do NADA
que eu sou
ou, pior,

que eu não sou?...


Lou